domingo, julho 19, 2009

O dia em que Michael Jackson me colocou pra dormir no sofá. (E eu nem tive a chance de processá-lo).

Maldito seja quem inventou esse negócio de fantasma. Não foi Deus, tenho certeza. Deus inventou o paraíso e o inferno, administra com mão de ferro o primeiro e deixou o capeta tomando conta do segundo. Se a gente morre e vai ou para um lugar ou para o outro, por que tem espírito de porco que ainda fica por aqui bestando? Vai tocar harpa lá em cima ou tocar fogo lá embaixo! Só me deixem dormir em paz.

Lá na agência, a nova mania é ficar pesquisando no Youtube vídeos de eventos paranormais, como o fenômeno poltersgeist, materializações de objetos, aparições de fantasmas e afins. As meninas de lá ficam apavoradas, os caras dão risada, fazem piada, gozam das colegas. Mas duvido que quando chegam em casa e colocam a cabeça no travesseiro, não ficam no pânico, enrolados no lençol, observando e torcendo para que um vulto ectoplasmático não passe na frente da cama. Eu assumo, tenho medo desses desencarnados desocupados.

Repare: quando há muito movimento na casa, pessoas circulando, nada de anormal acontece. Imagino que se surgisse uma aparição diante de um grande grupo, todo mundo se abraçaria, as pernas tremeriam um pouco, mas o medo iria embora. Só que fantasma é raça-ruim, ele espera um pobre-coitado qualquer ficar sozinho para fazer barulhos estranhos pela casa, entortar quadros, fazer cachorros latirem, bater portas.

E foi mais ou menos o que aconteceu comigo. Tem umas duas semanas ou mais que minha mãe foi pra São Paulo visitar minhas irmãs e eu estou sozinho em casa. Tudo bem, é legal porque rola festinha aqui até altas horas, mas na hora de dormir há uma certa apreensão. Mas, já pesquisei um monte de coisas sobre fantasmas e sei que eles não se dão bem com fontes de luz (por isso que a maioria das aparições que a gente vê no Youtube é captada no modo “nightvision” de câmera).

Eram quase 3 da manhã e eu, sem sono, resolvi procurar um vídeo na internet do suposto fantasma de Michael Jackson em Neverland, seu estimado e célebre rancho. Como nada hoje está tão em voga na grande rede quanto esse episódio fúnebre que fez sumir do dia pra noite o rei do pop e salvou a pele de Sarney, não tive dificuldade em encontrar o link. Cliquei, esperei o vídeo carregar e... “meu Deus! É o fantasma de Michael ali atrás, passando pelo corredor. Incrível...”

Enquanto um calafrio percorria minha espinha, pensei comigo: esse cara foi tão excêntrico em vida, tão esquisito, que até justifica ter virado fantasma. Inclusive porque, desde thriller que ele já treinava pra isso. E até que apareceu como um fantasma comum, nem parecia Michael Jackson, nem estava de luva prata em uma das mãos ou mesmo fez o fabuloso moonwalker. Mas, pra você ver como é um super-astro: mal bateu as botas e já deu um jeito de aparecer na mídia de novo.

Enquanto eu via, revia e via de novo o vídeo, cada vez mais surpreso, eis que o inesperado acontece: faltou energia. Puf! Apagou o computador, apagaram-se as luzes, o silêncio e o breu absoluto tomaram conta da casa. Gelei e todos os meus fios de cabelo arrepiaram-se. É Michael... pensei. Tanta gente importante pra esse cara aparecer e ele resolve aparecer logo em minha casa.

Tateei a mesa do computador e consegui encontrar meu celular. Liguei o flash da câmera. Imaginei que se houvesse algum fantasma materializando-se, ele iria sumir com a luz forte. “Pra que eu fui ficar acordado até essa hora?”, me lamentei. Eu estava ali sozinho, movimentando rapidamente um celular para todos os lados do cômodo numa espécie de esgrima e lembrando da regra do sobrenatural que diz que os fantasmas só aparecem quando estamos sozinhos. Pensando nisso, chamei os dois gatos que moram aqui. (Eu sei que foi uma solução ridícula, mas tenho certeza que, no desespero, você faria o mesmo). Eles vieram, peguei os dois no colo, um em cada braço e saí andando lentamente pela casa, equilibrando os gatos e o celular.

Pronto. Agora eu tinha uma fonte de luz e já não estava mais sozinho. Porém, eu não tinha coragem de ir para o meu quarto. Já tive provas que o corredor daqui é mal-assombrado, mais de uma vez aconteceu da luz dele acender sozinha e, do jeito que o mundo anda estranho, era capaz disso acontecer até sem energia. Fiquei parado no meio da sala segurando os gatos que, àquela altura, me arranhavam tentando voltar pro chão. O celular iluminava o teto.

Por um instante, passou pela minha cabeça a idéia de ir para o playground do prédio. Mas, logo lembrei que o elevador estava parado e só um louco pegaria a escada naquela escuridão. Se o caçula dos Jacksons Five estava em meu ap, na escada eu corria o risco de topar com Elvis e Dercy Gonçalves fazendo alguma sacanagem. Então, resolvi que ia dormir ali mesmo, no meio da sala.

Tinham três sofás para eu escolher. Um era de dois lugares e eu só caberia se encolhesse bastante as pernas. O segundo tinha almofadas muito altas, do tipo que a gente afunda e mói a coluna. Ah, o terceiro sim era retinho e espaçoso. Mas quando fui caminhando até ele, vi na sua cabeceira dois porta-retratos: um com meu bisavô, outro com minha bisavó. E, naquele momento, tudo o que eu menos precisava era da ajuda da família. Corri pro sofá que afunda.

Tirei o máximo de almofadas que pude, deixei uma delas para servir de travesseiro. Acomodei o celular em cima de uma bancada com a luz acesa – quanto tempo ainda duraria aquela bateria? Segurei os dois gatos no sofá e fiquei deitado, o corpo imóvel. O cachorro da casa vizinha latia sem parar e todo mundo sabe que cachorro vê fantasma. O vento balançava os toldos da varanda com mais força que o de costume. Insistentes, os gatos miavam querendo sair e eu ganhava novos e ardidos arranhões. Percebi que o resquício de noite seria longo.

Foi então que eu acordei suando em bicas com o sol bronzeando meu rosto às 6 da matina. Nada de gato por perto, o celular com a bateria esgotada. Nada de fantasma. Sobrevivi. Michael tinha ido embora, possivelmente partiu para o Japão, onde a noite começava e outro infeliz sofreria com a sua falta do que fazer pós-morte. Fui para o meu quarto e, dando muito valor a uma cama, dei prosseguimento ao meu sono que teve que ser cumprido em doses homeopáticas aquela noite.

Tenho tantas histórias misteriosas que aconteceram comigo que dariam para escrever Ghost, do Outro Lado da Vida – parte 2. Não sei dizer se sou médium ou sou apenas sugestionável. Só sei que sou assim. Mas, hoje, só vou escrever essa história mesmo. Melhor não arriscar. Vai que falta luz de novo?

Descanse em paz, Michael. Mas colabore: deixe eu descansar também.

27 comentários:

Gabriel disse...

ainda bem q tava tudo escuro e vc n conseguiu ver suas calças com uma cor um tanto quanto marron... vc mudou o nome do gato ou foi impressão?? qm é Plínio?? Batman morreu foi?

Dedinhos Nervosos disse...

Mas é dar mta chance pro azar, heim?! 3 horas da manhã e vc procurando fantasmas no youtube??? Não tem juízo, não! aahah Bem, contato estranho mesmo, eu só tive 1. Mas melhor deixar pra lá. Boa sorte aí! rsrs Beijos!

Caroline Yussa disse...

hahahahaha. Que figura vc, viu Pedro?! Vc precisa ir no Jô contar seus casos! Ibope na certa! bjs

Maria disse...

hahahahahaha me acabei de rir com seu texto! várias partes bem escritas e cômicas! Vim aqui por recomendações de Milena do blog "Tem de Que" q achou sua escrita parecida com a minha! Concordo!
Abraços.
Maria.

Ana Carolina disse...

Ótimo ler seu texto logo agora, que estou sozinha num quarto de hotel em pleno Haiti. Fantasma é o que não deve faltar por aqui!!!
Vou dormir de luz acesa, só pra garantir!
Beijos,
Carol

Rueda disse...

vc é mto cagão!

se tivesse visto o fantástico, veria que a própria CNN já desmentiu essa história de fantasma.

por sinal, o único que ainda acredita no fantasma é o INRI CRISTO, dá uma olhada:

http://www.youtube.com/watch?v=PMNlonuopWQ&annotation_id=annotation_790902&feature=iv


ahuahhaauh

Grande abraço pedrão!

Evandro Varella disse...

Pedro meu queridão,

História de fantasma é sempre mesmo de arrepiar, duvido do caboclo que disser que nunca teve medo de nada.

Eu acredito e pelo sim e pelo não rezo um Pai Nosso e uma Ave Maria, pra ajudar.

Só faltou você colocar o link pra gente rir do tal fantasma .

Abração

Anónimo disse...

Pedrooo, q demora foi essa atualizar esse blog? bom, pelo menos valeu, me acabeeei de rir c seu texto (pra variar). Mas procurar vídeo de fantasma 3h da matina no youtube, NGMMM MERECE!!!
heheheh...
beijosss, adorei o post!

Chris Amon disse...

Pedrão!!! Que saudades de vc e suas estórias!
Me diverti muito lendo seu texto. Grande abraço.

Chris Amon

Marina disse...

hahahha... eu não acredito que toda essa história é verdade !!! Vc deveria saber que os fantasmas demoram para aparacer para nós... rsrs

bjssss

Noelle disse...

Eu vou rir até amanhã com Dercy e Elvis Presley nas escadas...


Mas é burro, viu? Deveria ter ido, filmar tudo e ficar quaquilionário. O primeiro vídeo pornoghost. Ia inventar um segmento pornográfico, virar celebridade, ter a mulher que quisesse, festas de milhões de libras e shows de celebridades como Michael, Dercy e Elvis.

Mas é burro.

Gon disse...

Medrosoooo!!!

Roberta disse...

Com essa história de 2 uma, ou vc vai perder todas as suas paqueras ou então vão aparecer várias querendo te proteger, ainda mais sabendo que está sozinho em casa... Hahahaha
Mas é medroso mesmooooo!!!!
Bjoss

Elen disse...

Pedrooo, q demora foi essa atualizar esse blog? bom, pelo menos valeu, me acabeeei de rir c seu texto (pra variar). Mas procurar vídeo de fantasma 3h da matina no youtube, NGMMM MERECE!!!
heheheh...
beijosss, adorei o post!

Luciana disse...

Vc nunca, mas nunca mesmo, deveria sentir medo ao lado do Mimo. Lembre-se que ele eh Batman. Nada disso de Plinio, ele nao gosta.

Juliana disse...

Até que enfim vou deixar um comentário pq eu bem sei o que é ter medo de Michael. Qdo eu era criança, um tio perverso me trancava com minha irmã e meu primo em um quarto escuro ao som de Thriller versão completa (aquela com barulho de caixão abrindo e gargalhada de horror). Prefiro nem ver o video.
Bjsssssssss Pedro

Eliane disse...

kakakakakakaka, ameiiiii!!! só não gostei de uma coisa: festinha no apê e nem me chamou?!?!?! poooooooh!! tô de mal!!!

Xaudaduxas!!!

Noelle disse...

"Com essa história de 2 uma, ou vc vai perder todas as suas paqueras ou então vão aparecer várias querendo te proteger".


HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
Pedro vai ter que casar com a Mulher Maravilha.

Luciana disse...

Boooooraaa atualizar Phedsrinho?

Hélio Fábio poeta anti trevas disse...

Risos!"6 minutos" Olha meu!!Quero teu senso de humor como meu professor! Ótima história! Veja o poema "A morte da morte" no meu blog http://heliofabiopoeta.blogspot.com/ "Que a paz de Jesus seja tua lâmpada anti fantasmas,Risos!! Assim o medo fica assombrado e foge de teus sentimentos"

Pedro disse...

Gabriel: marrom no escuro realmente não dá pra ver direito. Mas dá pra sentir. Batman foi rebatizado, agora atende por Plínio.

Abraço!

-----

Dedinhos: pois é, só agora percebi esse meu traço masoquista. Mas eu estava muito curioso pra ver. E você, já viu? Trate de contar o seu contato estranho também. Vamos, queremos saber.

Beijo!

-----

Carol: se minha irmã já acha que eu me exponho demais aqui, imagine no Jô. Essa história mesmo ela queria que eu tirasse do blog, é mole?

Beijo!

-----

Maria: obrigado pelos elogios. Vou lá no seu blog conferir essa tal semelhança.

Beijo!

-----

Ana Carolina: ouvi dizer que os fantasmas do Haiti são os piores. Desculpe ter te dado essa má notícia. Bons sonhos.

Beijo!

-----

Rueda: pois é, só vi que a CNN desmentiu depois. Sabia que o fantasma de Michael não iria aparecer assim, normalzinho. Faltou um moonwalker. INRI Cristo é sensacional.

Abraço!

-----

Evandro: pois é. Fica todo mundo aqui me chamando de medroso, mas aposto que às vezes dormem com um olho aberto e outro fechado. Obrigado pelo apoio moral. E, atendendo ao seu pedido, já coloquei o link do vídeo. Dê uma conferida. Só não mostre pro Dudu.

Abraço!

-----

Anônimo: você tem razão, tenho demorado. Mas vou tentar melhorar isso. Que bom que gostou da história.

Abraço!

-----

Chris: meu broder, saudade digo eu. Por onde você anda? Bons tempos aqueles na criação da SLA... manda notícias.

Abraço!

-----

Marina: é verdade sim. E não sei desse negócio que eles demoram a aparecer não. Hoje menino já não demora mais pra abrir o olho quando nasce, quanto mais fantasma aparecer.

Beijo!

-----

Noelle: você tem toda razão. Como eu não pensei nisso? Pornoghost é realmente um negócio diferente. Difícil é descobrir quem iria se excitar com isso. Talvez Zé do Caixão. Mas valeu a dica.

Beijo!

-----

Gongon: me respeite, Gongon!

Beijo!

-----

Roberta: tô achando que aconteceu a primeira opção!

Beijo!

-----

Elen: ah, foi a senhorita o anônimo! Não se esconda mais não.

Beijo!

-----

Lu: será que você lembra o quanto ele é corajoso? Aliás foi por isso que o rebatizei. Ele tá mais pra Robin.

Beijo!

-----

Juliana: em que penitenciária está esse seu tio hoje? E eu pensando que um dia já fui perverso com meus primos mais novos. Mas assista o vídeo... é educativo.

Beijo!

-----

Eliane: na próxima eu convido, fique tranquila. Cruza os dedos aí pra minha mãe viajar de novo.

Beijo!

-----

Noelle: hoje você tá cheia das soluções criativas, hein? Vai virar publicitária mesmo...

Beijo!

-----

Lu: bora! Hoje, logo mais.

Beijo!

-----

Hélio: vou lá conferir seu texto. Obrigado pela visita. Jesus está sempre comigo, mas já eram 3 da manhã e ele devia estar dormindo, nem viu a luz faltando.

Abraço!

vanessa disse...

Peu sua amiga tem razao, va no jo... vc vai ser sucesso principalmente se tio fulano for junto

Mel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mel disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mel disse...

Bem, sem algo para fazer (na verdade, com muitas coisas, mas sem saco para nenhuma), resolvi olhar o hipertexto www e encontrei esse blog. Fiquei meio indignada com o texto sobre a lua, melhor, sobre a "provocação" dita a respeito do homem não ter ido à lua. Mas esse texto do fantasma de Michael desfez qualquer resquício de "raivinha" do texto anterior. Apenas acho que alguém que tem medo de fantasmas poderia ir atrás de um brincalhão cachorro, mas nunca, nunca mesmo de um gato. Dois então... Nem vou contar que os gatos vêem fantasmas melhor do que qualquer cachorro ou criança (que, dizem, visualizam tais mônadas quânticas no vazio melhor do que nós, pobres encarnados, adultos nada viris). Os gatos, dizem as bruxas, vivem "entre mundos", visitam universos paralelos e, não somente "detectam" os tais fantasmas, bem como convivem tranquilamente com eles. A parte boa é que os gatos protegem seus donos de "energias ruins", i.e., se o fantasma de Michael pudesse estar zanzando por aí, ele seria um "bom espírito", pois os felinos jamais deixariam você correr perigo. Bem, sobre o fato de as bruxas afirmarem isso: "no creo en brujas. Pero que las hay, las hay".

Nardele disse...

Eu vou chover no molhado. 3 da manhã, sozinho em casa, procurar fantasma no Youtube?? Você mereceu!! Foi pouco! hahaha... Mas fui ver o vídeo aqui, fiquei um tempo no pause na hora em que ele teoricamente apareceria, morrendo de medo. Aí soltei e achei bocóóó! É a sombra de alguém andando ali, gente! Elementar, meu caro Watson!

jukita disse...

N sei se te ajuda, mas chorei de rir lendo isso!!!
Vou te cobrar as outras historias como médium, ta!!!! hahaha
Fui embora e nem nos despedimos, nem fui mais na Ribeira, nem na pedra furada.. =(
Aqui o frio ta grande.. posso até dizer que ja deu uma melhoradinha, uns.. 0°C!!!! rs
Espero que tudo esteja nas mil maravilhas pra ti, com menos trabalho, mais diversao e coraçao transbordando!
Beijo grande,
Gauvin.